Aberta Consulta Pública para Atualização de Protocolo Clínico de Diretrizes Terapêuticas (PCDT), com Inclusão de risanquizumabe, da AbbVie, para Pacientes com Psoríase Moderada a Grave

De jaqueline
Até 5 de julho de 2021, a CONITEC – Comissão Nacional de Incorporação de Novas Tecnologias recebe contribuições na consulta pública para atualização do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) da Psoríase, com a inclusão do medicamento risanquizumabe para tratamento de pacientes adultos com psoríase em placas moderada a grave1. A incorporação do tratamento pelo SUS foi recomendada em setembro de 2020 e esta etapa é necessária para atualização do protocolo com a inclusão desta nova opção terapêutica.

A psoríase é uma doença autoimune de causa desconhecida, que acomete principalmente a pele e as articulações. O texto do PCDT apresenta critérios de diagnóstico, métodos de avaliação da gravidade e extensão das lesões e condutas terapêuticas de acordo com a classificação da psoríase 2 .

Pode contribuir qualquer pessoa acima de 18 anos. Os interessados devem acessar o site da CONITEC localizar a consulta pública no 52 e seguir as orientações da tela, dando sua opinião sobre a inclusão de risanquizumabe no novo PCDT para psoríase.

Ao final do período da consulta pública, as contribuições serão avaliadas para publicação do PCDT e disponibilização do tratamento aos pacientes.

Sobre SKYRIZI® (risanquizumabe)

SKYRIZI® (risanquizumabe) foi aprovado pela Anvisa em maio de 20193, com indicação para o tratamento da psoríase em placas moderada a grave para pacientes adultos candidatos a fototerapia ou tratamento sistêmico. É um anticorpo monoclonal de imunoglobulina humanizada G1 (IgG1), que inibe seletivamente a interleucina 23 (IL-23), por meio de sua ligação à subunidade p19. A IL-23 é uma interleucina chave no processo inflamatório da psoríase.

Referências:

Crédito da imagem: Freepik

Veja também