Avanços científicos da medicina de precisão é tema de simpósio gratuito promovido pelo Hospital Israelita Albert Einstein

De jaqueline

Com participação de experts do corpo clínico do hospital e do City Of Hope, o objetivo é compartilhar melhores práticas e trazer o que há de mais novo em genômica nas diferentes áreas assistenciais

A medicina de precisão é uma abordagem emergente para a promoção da saúde e aprimoramento do modelo assistencial, levando em consideração a variabilidade dos genes de cada pessoa. Por isso, compartilhar conhecimento sobre o assunto é fundamental para que a prática seja difundida. Esse é o propósito do I Simpósio Internacional Einstein de Medicina de Precisão, evento online gratuito que será promovido pelo Einstein nos dias 8 e 9 de outubro, com a presença de experts do corpo clínico do hospital e do City Of Hope, um dos principais centros independentes do mundo no estudo e tratamento do câncer.
O encontro é voltado para profissionais da área da saúde, como médicos, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, biólogos, pesquisadores e estudantes, bem como para todos aqueles que queiram ficar por dentro das principais tendências da medicina de precisão e entender como essa abordagem pode ser aplicada nos cuidados com o paciente.

A abertura do simpósio será feita pelo Dr. Sidney Klajner, Presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, e Dr. Claudio Lottenberg, Presidente do Conselho da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein. As discussões nos dois dias passarão por temas como o uso do sequenciamento do genoma completo para o diagnóstico de doenças raras e como o conceito se aplica às diferentes especialidades, dentre elas Cirurgia Robótica, Hematologia, Medicina Fetal, Oncologia, Neurologia, Medicina Baseada em Dados e Cardiologia.

Durante o encontro, também haverá espaço para a exposição de trabalhos inscritos previamente no site do evento por profissionais da área, permitindo aos participantes conhecerem e dividirem suas experiências com os especialistas, consolidar sua atuação e contribuir para a melhoria e inovação dessa área.

Dentre os palestrantes internacionais convidados estão o Dr. Robert C. Green (MD, MPH), professor de Genômica Preventiva na Harvard Medical School e um dos maiores pesquisadores da área no mundo; e o Dr. Stephen Gruber (M.D., Ph.D., M.P.H.), médico-cientista que lidera o Centro de Medicina de Precisão no City of Hope.

Para acompanhar, basta realizar a inscrição no site do evento.

Medicina de precisão como aliada do paciente e do sistema de saúde

Para Dr. Fernando Moura, oncologista clínico e Coordenador Médico do Centro de Medicina de Precisão do Einstein, a medicina de precisão é baseada em três pilares: predição, que tem o papel de identificar os riscos do paciente desenvolver determinadas doenças; prevenção, que adota medidas para evitar o aparecimento de doenças; e tratamento preciso, que evita efeitos colaterais e melhora o desfecho da doença.

“Essa abordagem vem revolucionando completamente a prática médica, pois permite exatidão nas estratégias de prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças, além de gerar mais sustentabilidade ao sistema de saúde, já que por meio do sequenciamento genético é possível identificar as melhores práticas a serem adotadas com cada paciente, evitando a realização de exames desnecessários ou tratamentos que não terão o efeito desejado dependendo do caso”, destaca.

E não para por aí: todas as informações geradas por esses sequenciamentos são reunidas num banco de dados que apoia novos estudos, análises e a revisão de protocolos em prol de melhorias na assistência.

“A medicina de precisão tem um impacto positivo na vida da população num curto, médio e longo prazo, já que esse grande banco de dados que vai sendo alimentado ao longo do tempo pode trazer insumos fundamentais para uma revisão estratégica das diretrizes de tratamento adotadas nos mais diversos casos”, ressalta Dr. João Bosco, Gerente Médico do Laboratório de Genética Molecular e Co-Coordenador Médico do Programa de Medicina de Precisão do Einstein.

O “Projeto Genomas Raros” é um exemplo do que já vem sendo implementado pelo Einstein, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS). Com o objetivo de estabelecer padrões para os projetos futuros em genômica humana no SUS, são realizados sequenciamentos de genomas completos em indivíduos brasileiros com doenças raras e risco hereditário de câncer. Com isso, a ideia é adotar condutas terapêuticas preventivas mais eficazes, melhorando a qualidade de vida dessas pessoas e diminuindo os custos com saúde no longo prazo.

Serviço:

I Simpósio Internacional de Medicina de Precisão

Inscrições: site

Datas: 8 e 9 de outubro

Horário: das 8h30 às 17h40

Formato: transmissão online (ao vivo)

Veja também