Boston Scientific e Hospital Nove de Julho apresentam no Brasil técnica pioneira de Colangioscopia intraoperatória e percutânea

De jaqueline

Solução expande o uso da tecnologia para além da endoscopia, atendendo radiologistas e cirurgiões, impulsionando a abordagem multidisciplinar diagnóstica e terapêutica no pré e intraoperatório

Boston Scientific e o Hospital Nove de Julho, pertencente à Dasa, maior rede de saúde integrada do Brasil, trazem ao País uma técnica pioneira de Colangioscopia, que já está aprovada pela Anvisa e chega ao mercado nacional até o final de 2022. Com o objetivo de manter o compromisso com a inovação, essa parceria possibilitará a ampliação do uso de uma tecnologia desenvolvida e patenteada pela empresa há mais de dez anos, antes usada somente na endoscopia, agora pensada para radiologistas intervencionistas e cirurgiões da área gástrica e oncológica.

SpyGlass Discovery faz parte de uma evolução tecnológica de patente da Boston Scientific, contribuindo para um planejamento cirúrgico mais assertivo, sendo um aliado importante no tratamento oncológico quando consideramos biópsias dirigidas por visualização direta. E também para uma abordagem intraoperatória mais segura de vias biliares, permitindo a exploração dos dutos e extração de cálculos difíceis, durante uma mesma abordagem cirúrgica.

“Queremos mostrar que o sistema de colangioscopia do SpyGlass Discovery pode ser utilizado em conjunto com outras tecnologias disponíveis, para abrir novos caminhos na medicina. Nossa expectativa com essa parceria com o Hospital Nove de Julho, que abraçou a ideia, é proporcionar grandes avanços associados principalmente ao tratamento oncológico e cirurgias hepato pancreato biliares complexas nas questões de abordagem, suporte, avaliação e acompanhamento, que podem inclusive serem consideradas para pacientes pré e pós-transplante.”, comenta Marcelo Meroni, Diretor de Unidade de Negócios na Boston Scientific.

Com o apoio de uma biópsia dirigida por visualização direta e o acesso às áreas mais difíceis, como ductos intra-hepáticos e pancreáticos, o paciente poderá contar com uma detecção eficaz de tumores, para assertividade de sua resposta terapêutica, com definição mais segura de margens de ressecção cirúrgicas. Este acesso permite, ainda, a remoção de cálculos de forma menos invasiva, possibilitando uma recuperação mais rápida.

“Aqui no Hospital Nove de Julho sempre fomos guiados pela inovação e tecnologia. Está no nosso DNA aliar pesquisas ao desenvolvimento de novas técnicas que irão beneficiar nossos pacientes e, por isso, ter a Boston como nosso parceiro tecnológico é tão importante. Com esse novo método de colangioscopia será possível alcançar cada vez mais pessoas”, reforça Dr. Bruno Alves Pinto, Diretor-Geral do Hospital Nove de Julho.

Evento de pré-lançamento

Para dar início a essa parceria e apresentar a técnica com perspectiva de discussão multidisciplinar, em 15 de setembro aconteceu o pré-lançamento da tecnologia que terá novas perspectivas para o bem-estar dos pacientes, principalmente da área oncológica e hepatogástrica. Com coordenação de Dr. Tomazo Franzini, Coordenador Médico de Endoscopia da Dasa. O evento trouxe palestrantes de peso para a área médica como Dr. Gustavo Fernandes, Diretor-Geral de Oncologia da Dasa, e Dr. Paulo Chapchap, Conselheiro de Hospitais e Oncologia também da rede.

Além disso, também teve a presença internacional do Prof. Mariano Gimenez, Professor de Cirurgia da Escola de Medicina de Buenos Aires (ARG), que apresentou seu estudo clínico sobre o uso da Colangioscopia, experiência e revisão das abordagens propostas. “Estamos apresentando esse novo método para os profissionais da área e fazendo uma frente de trabalho para que possamos oferecer aos pacientes, que precisam de procedimentos bili-pancreáticos e que possuem indicação para uso da técnica. Essa tecnologia possibilita uma nova via de acesso para a cirurgia e agrega a possibilidade de diagnóstico das vias biliares, podendo eliminar a necessidade de outras intervenções e internação em UTI”, afirma o Dr. Tomazo Franzini.

Durante a ocasião foi possível conhecer a tecnologia e ferramentas inovadoras desenvolvidas para a capacitação dos médicos intervencionistas, como simuladores a conteúdos de realidade virtual e realidade aumentada, além de casos filmados pela Boston e Hospital Nove de Julho, mostrando a aplicação das técnicas para novas especialidades.

“A inclusão de novas tecnologias que descomplicam e beneficiam a jornada do paciente é um dos pilares da Dasa e do Hospital Nove de Julho. O hospital será pioneiro no Brasil na oferta deste equipamento, dando novas alternativas cirúrgicas ao nosso time de endoscopia. Isso ratifica o compromisso diário para ampliar o acesso a um cuidado de saúde com qualidade e sempre pautado na parceria que empodera os nossos pacientes”, pontua o Dr. Paulo Chapchap, Conselheiro de Hospitais e Oncologia da Dasa.

Veja também