FBH presta homenagem ao médico Olympio Távora

De jaqueline

A Federação Brasileira de Hospitais (FBH) se despede, nesta quarta-feira, 23, de um dos maiores líderes e estudiosos do setor saúde no país. Respeitado pelo seu posicionamento técnico, lapidado por 62 anos de trabalho ininterruptos à frente de diversos órgãos ligados ao setor, o médico Olympio Távora Derze Correa deixará saudades, além de uma imensa lacuna na militância pelo aprimoramento do setor hospitalar brasileiro.

Grande estudioso, Olympio era uma liderança incansável. Como médico especializado em hematologia e administração hospitalar, realizou atendimentos comunitários, trabalhou em hospitais públicos e privados, e foi uma voz destacada na luta pela construção de um sistema de saúde mais justo e eficiente para a população brasileira. Foi membro do Conselho Nacional de Saúde – CNS, secretário-geral da Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (SBHH) e consultor de entidades representativas do setor hospitalar, como a Federação Brasileira de Hospitais (FBH).

Em 2016, Olympio publicou o livro “Um século de saúde no país- Avanços e retrocessos”. Na ocasião, lembrou que a publicação reunia importantes lembranças do período em que não apenas acompanhou, mas também foi peça atuante na construção do sistema de saúde brasileiro. Ele também participou de inúmeros fóruns de debates e assinou diversos artigos publicados em importantes periódicos, sobre temas como evolução hospitalar, modelos de remuneração, construção e financiamento do SUS, além de transformações no ensino médico.

Olympio Távora nos deixa em decorrência do agravamento de consequências da covid-19. Ao eterno mestre, o nosso profundo respeito, gratidão e admiração. Aos familiares, nossos sentimentos!

Veja também