Parceria entre FCM-Unicamp e Hospital Regional de Piracicaba prevê dobrar o total de vagas de médicos-residentes em 2025

De jaqueline

Atualmente HRP-Unicamp conta com 54 desses profissionais, dos quais 15 atuam na Cirurgia Geral  

O total de vagas disponibilizadas pelo convênio entre a Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp e o Hospital Regional de Piracicaba (HRP-Unicamp) deve dobrar a partir de 2025. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (04/04/24) pelo médico chefe da Ortopedia do Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp e assessor docente da Diretoria Executiva da Área da Saúde (Deas), Maurício Etchebehere, que junto com representantes da FCM estiveram reunidos com a Diretoria do hospital.

“A tendência é que os residentes da FCM venham cada vez mais para o HRP-Unicamp. Mais residentes na Ortopedia, mais na Ginecologia, que foi criada recentemente, e também nas demais especialidades. O Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp atende uma complexidade muito elevada, porém os residentes precisam ter acesso a outros casos mais do dia a dia, que apresentam média e pequena complexidades. Portanto, o HRP-Unicamp vem suprir essa necessidade. Nossa expectativa é dobrar o número de residentes da FCM aqui no hospital já em 2025”, afirmou Etchebehere.

Atualmente, o HRP-Unicamp recebe 54 médicos e dentistas residentes da Unicamp. A Cirurgia Geral lidera o ranking das especialidades com mais atuação desses profissionais, somando 15 residentes. A especialidade de Otorrinolaringologia vem em segundo lugar com 12 profissionais, seguida pela Bucomaxilar com dez. Já a Ortopedia conta com nove residentes e a Urologia e a Oftalmologia contabilizam, cada uma, quatro médicos.

O diretor associado da FCM-Unicamp, o médico Erich Vinícius de Paula, esclareceu que nas próximas semanas serão criados modelos que sejam mais atraentes na preceptoria, ou seja, no ensino de residentes no HRP-Unicamp. “A gente sai daqui com uma tarefa de desenhar esses modelos nas próximas duas semanas. Vamos montar uma estrutura que, por exemplo, permita que identifiquemos médicos com uma função mais dedicada ao ensino na residência. Além de atuar na assistência dos pacientes, esses profissionais vão atuar também e, principalmente, na formação dos nossos médicos-residentes aqui no HRP”, afirmou Paula.

O médico Élcio Shiyoiti Hirano, vice-coordenador da Comissão de Residência Médica (Coreme) e coordenador da Cirurgia Geral da Unicamp, avalia como muito promissora a ampliação dessa parceria entre as instituições. “Quando se junta o ensino com a assistência, quer dizer que a assistência é de alta qualidade. O ensino busca o quê? A atualização científica. Quer dizer, onde tem residente, tem qualidade de assistência. Mais expertise e atualidades. Não apenas regional, mas com medicina atualizada no mundo, pelos congressos, artigos e outros aprimoramentos”, garante Hirano.

Buscando cada vez mais a qualidade nos serviços de Saúde oferecidos a uma população estimada em 1,5 milhão de moradores de 26 cidades da área de cobertura do HRP-Unicamp, o superintendente da instituição, médico Vitor Marim, acredita que todos os agentes envolvidos ganham com essa parceria. “O HRP-Unicamp oferece uma gama de especialidades com uma variedade de casos que permitem um aprimoramento excelente aos residentes. Já os nossos pacientes ganham com a alta qualidade da assistência e, principalmente, com atualização de técnicas e protocolos internacionais”, avalia Marim.

Texto: Eunice Gomes (Líder do Departamento de Comunicação do HRP-Unicamp)

Fotos: Letícia Azevedo/Decom/HRP-Unicamp

Veja também