Suspensão de Procedimentos Eletivos

De jaqueline

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) acatou o pleito da Federação Brasileira de Hospitais (FBH) referente à suspensão de procedimentos eletivos. De acordo com o novo entendimento, o agendamento de procedimentos ambulatoriais ou cirúrgicos deverá ser de decisão exclusiva do médico que acompanha o caso.

Em ofício encaminhado à ANS, no dia 11 de março, a FBH ponderou que a suspensão das cirurgias eletivas não se apresenta como a melhor medida para alcançar o objetivo pretendido no momento, qual seja, a liberação de leitos para pacientes com Covid-19.

Entre os principais argumentos apresentados pela Entidade está a queda do volume de realização de cirurgias eletivas em todo país, sem a necessidade de medida regulatória da Agência; e a existência de serviços de saúde ( a exemplo de clínicas especializadas e profissionais especializados) que não atuam no atendimento a pacientes com Covid, como por exemplo, a oftalmologia, e que seriam afetados negativamente por uma medida nacional.

Veja também