FBH participa do lançamento da agenda de Propostas: 12 compromissos para um Brasil mais competitivo

De jaqueline

O superintendente da Federação Brasileira de Hospitais (FBH), Luiz Fernando C. Silva, participou na manhã desta terça-feira, 12, do lançamento oficial da agenda de propostas: “12 compromissos para um Brasil competitivo”. Promovido pela Frente Parlamentar pelo Brasil Competitivo e pelo Movimento Brasil Competitivo (MBC), o evento tem o objetivo de pautar o tema da competitividade e do crescimento econômico no debate eleitoral. O lançamento aconteceu no Salão Nobre do Congresso Nacional, em Brasília-DF.

Os “12 compromissos para um Brasil competitivo” apresentam sugestões para que o país retome a caminhada de crescimento, com emprego, renda e competitividade em relação aos atores internacionais. Elaborada a partir da mandala do Custo Brasil, a proposta abrange tópicos nas áreas de: crédito; tributação; educação; emprego; energia; infraestrutura; inovação; meio ambiente; relações internacionais; desburocratização, ambiente digital e regulatório.

“Acreditamos que essa é uma agenda transversal e estamos convidando entidades empresariais para serem signatárias desta proposta conosco, com o objetivo de reforçar a prioridade desse tema para o setor produtivo”, destaca Jorge Gerdau Johannpeter, presidente do Conselho do Movimento Brasil Competitivo.

O Movimento Brasil Competitivo é uma organização da sociedade civil, apartidária, que aproxima os setores público e privado, investe na cultura de governança, promove a gestão de excelência com o objetivo de ampliar a competitividade nacional, o aumento da capacidade de investimento do Estado e a melhoria dos serviços públicos essenciais oferecidos aos brasileiros.

“A FBH tem participado ativamente das principais discussões sobre os rumos políticos do país, sobretudo em temas com impactos diretos na saúde e na economia, uma vez que o setor é um dos que mais paga impostos e gera mais empregos e renda no país. Esta iniciativa da Frente Parlamentar e do Movimento Brasil Competitivo tem o apoio da FBH, pois acreditamos em iniciativas que buscam aproximar os setores público e privado”, destacou o superintendente da FBH, Luiz Fernando Silva.

Veja também