Ministério da Saúde lança campanha nacional de vacinação contra a pólio

De jaqueline

Criada pela agência Nova, a ação incentiva a imunização de crianças menores de cinco de anos

A campanha nacional de vacinação contra a poliomielite, do Ministério da Saúde, começa dia 27 de maio e se encerra em 14 de junho. Criada pela Nova, as peças trazem o conceito “Vacinação contra a pólio. Cuide bem dos nossos futuros campeões”. O público-alvo são pais, responsáveis e cuidadores de crianças com idade entre um e cinco anos, que podem buscar a imunização gratuitamente nas mais de quarenta e sete mil Unidades Básicas de Saúde (UBS) distribuídas em todo o território nacional.

As peças serão veiculadas nos principais veículos de mídia digital e off-line. A campanha tem como inspiração a participação do Brasil nos Jogos Olímpicos de Paris para lembrar pais e responsáveis de vacinar os seus futuros campeões. Tudo isso, com uma narrativa leve, divertida, mas que busca promover engajamento para que todas as crianças dessa faixa etária sejam vacinadas.

“Atuar na estratégia de divulgação de uma campanha de impacto nacional, com o propósito de levar informação a milhões de pessoas e incentivar uma das principais práticas sociais e de saúde pública, que é a vacinação, é muito gratificante. Estamos fortalecendo a confiança na cultura de proteção das nossas crianças”, conta Márcio Nazianzeno, redator da Nova.

O filme principal da campanha conta com a narração e participação do Zé Gotinha, mascote histórico brasileiro, que foi criado em 1986, para divulgação da primeira campanha de vacinação contra a poliomielite. Nas imagens, crianças menores de cinco anos vestindo o uniforme verde e amarelo do Movimento Nacional Pela Vacinação, praticam as mais diversas modalidades de esportes olímpicos com incentivo e apoio do Zé Gotinha.

A ação também apresenta um segundo filme sobre o Dia D de Combate à Pólio, em 8 de junho, sábado, uma mobilização de incentivo à vacinação em todo o Brasil, que promove um dia mais flexível para os pais e responsáveis levarem as crianças à UBS mais próxima.

Nesta campanha de vacinação contra a pólio, pela última vez em 44 anos, o Brasil utilizará a vacina VOP (gota), que será substituída, a partir do 2º semestre de 2024, pela vacina VIP (injetável), de forma exclusiva como proteção à paralisia infantil. De acordo com o Ministério da Saúde, não há nenhum caso de registro do vírus no Brasil desde 1990, devido ao resultado da intensificação da vacinação, que é a única forma de prevenção da doença.

Filme: Link

Veja também